PARCELAMENTO EM ATÉ 12X SEM JUROS

MÚSICALP | VINILVINIL NACIONALVinil Rita Lee - Rita Lee (1979 - Mania de Você)
Rita Lee

Vinil Rita Lee - Rita Lee (1979 - Mania de Você)

Referência: 26060243577079
Carregando avaliações...

Descrição do produto

Vinil Rita Lee - Rita Lee (1979 – Mania de Você) Lançado em 1979, este é um álbum da discografia da cantora Rita Lee. “Rita Lee” (1979): quando o amor transborda para a música e inaugura a “Mania de Rita” Por Guilherme Samora “Rita Lee” (1979) é um clássico. Um álbum a se julgar logo pela capa, icônica, que está colada no imaginário pop. Rita, linda e cheia de cores, com direito ao logo-tatuagem criado por Hans Donner nas costas. A contracapa revela o casal: Rita, gravidíssima e com uma flauta, e Roberto de Carvalho, com sua guitarra. A imagem remete para um importante fato: este é o primeiro disco inteiro feito em parceria por Rita & Roberto. Um álbum avassalador, que conquistou tanta gente, que iniciou o que a imprensa batizou de “Mania de Rita”. Escolhida para ser a abertura, o rockarnaval “Chega Mais” é uma das maiores delícias dos dois. Sacaninha, gostosa, dançante e provocativa. Seguindo, o disco trouxe “Papai Me Empresta o Carro”, um rockão da dupla que havia sido proibido pela censura em 1978 e finalmente liberada. Em um clima sombrio e com uma voz hipnotizante, Rita canta um “Doce Vampiro”, que a feria e curava as feridas, culminando com um orgasmo da imortalidade. Clássico! “Corre-corre” fecha o lado A da melhor maneira. Disco-rock daqueles que não nos deixam parados. Em “Mania de Você”, que abre o lado B, eles passaram a dividir com o público seu sexo, seu tesão, seu “amor por telepatia”. Rita, ao questionar tabus e preconceitos e ao escrever sobre amor e sexo do ponto de vista feminino, escancarava caminhos e transformava gerações. O suor, cantado por ela em “Mania”, é sentido nas notas. A voz, das mais emblemáticas e belas da música planetária, nos guia numa gravação perfeita. Por falar em mulherões que peitavam o sistema, “Elvira Pagã” é homenageada no LP em uma letra em que se joga no ventilador preconceitos e visões superficiais que se tem das mulheres. Outra mulher, dessa vez uma “Maria Mole”, inspirada numa amiga de Rita que vivia na onda de Mandrix, aparece no reggae que conquistou a garotada. Fechando o disco está “Arrombou a Festa II”, em parceria com Paulo Coelho e ainda mais saidinha que a primeira, sobrando até para a própria Rita. Ao redescobrir (ou descobrir) esse álbum em 2022, é bom lembrar do impacto que ele causou na época de seu lançamento. Foi um divisor de águas. Aquele disco que ousou cantar o amor, o colorido, remexer tabus, misturar vampiros, Elvira Pagã e Chesa, a mãe de Rita (Afinal, “santa, santa/ Só a minha mãe/ E olhe lá!”). *Guilherme Samora é estudioso do legado cultural de Rita Lee Repertório do LP: Lado A: 1. Chega Mais 2. Papai me Empresta o Carro 3. Doce Vampiro 4. Corre-Corre Lado B: 1. Mania de Você 2. Elvira Pagã 3. Maria Mole 4. Arrombou a Festa Número 2
R$ 169,90
Em até 12x R$ 14,15 sem juros
Quantidade

Conheça esse produto

Descrição do produto

Vinil Rita Lee - Rita Lee (1979 – Mania de Você) Lançado em 1979, este é um álbum da discografia da cantora Rita Lee. “Rita Lee” (1979): quando o amor transborda para a música e inaugura a “Mania de Rita” Por Guilherme Samora “Rita Lee” (1979) é um clássico. Um álbum a se julgar logo pela capa, icônica, que está colada no imaginário pop. Rita, linda e cheia de cores, com direito ao logo-tatuagem criado por Hans Donner nas costas. A contracapa revela o casal: Rita, gravidíssima e com uma flauta, e Roberto de Carvalho, com sua guitarra. A imagem remete para um importante fato: este é o primeiro disco inteiro feito em parceria por Rita & Roberto. Um álbum avassalador, que conquistou tanta gente, que iniciou o que a imprensa batizou de “Mania de Rita”. Escolhida para ser a abertura, o rockarnaval “Chega Mais” é uma das maiores delícias dos dois. Sacaninha, gostosa, dançante e provocativa. Seguindo, o disco trouxe “Papai Me Empresta o Carro”, um rockão da dupla que havia sido proibido pela censura em 1978 e finalmente liberada. Em um clima sombrio e com uma voz hipnotizante, Rita canta um “Doce Vampiro”, que a feria e curava as feridas, culminando com um orgasmo da imortalidade. Clássico! “Corre-corre” fecha o lado A da melhor maneira. Disco-rock daqueles que não nos deixam parados. Em “Mania de Você”, que abre o lado B, eles passaram a dividir com o público seu sexo, seu tesão, seu “amor por telepatia”. Rita, ao questionar tabus e preconceitos e ao escrever sobre amor e sexo do ponto de vista feminino, escancarava caminhos e transformava gerações. O suor, cantado por ela em “Mania”, é sentido nas notas. A voz, das mais emblemáticas e belas da música planetária, nos guia numa gravação perfeita. Por falar em mulherões que peitavam o sistema, “Elvira Pagã” é homenageada no LP em uma letra em que se joga no ventilador preconceitos e visões superficiais que se tem das mulheres. Outra mulher, dessa vez uma “Maria Mole”, inspirada numa amiga de Rita que vivia na onda de Mandrix, aparece no reggae que conquistou a garotada. Fechando o disco está “Arrombou a Festa II”, em parceria com Paulo Coelho e ainda mais saidinha que a primeira, sobrando até para a própria Rita. Ao redescobrir (ou descobrir) esse álbum em 2022, é bom lembrar do impacto que ele causou na época de seu lançamento. Foi um divisor de águas. Aquele disco que ousou cantar o amor, o colorido, remexer tabus, misturar vampiros, Elvira Pagã e Chesa, a mãe de Rita (Afinal, “santa, santa/ Só a minha mãe/ E olhe lá!”). *Guilherme Samora é estudioso do legado cultural de Rita Lee Repertório do LP: Lado A: 1. Chega Mais 2. Papai me Empresta o Carro 3. Doce Vampiro 4. Corre-Corre Lado B: 1. Mania de Você 2. Elvira Pagã 3. Maria Mole 4. Arrombou a Festa Número 2